terça-feira, 2 de julho de 2019

Os motores de oxigênio da Terra

Uma nova pesquisa internacional mostrou que a evolução dos musgos e outras plantas explicam como a Terra se tornou rica em oxigênio.

De acordo com os estudos o oxigênio apareceu na atmosfera da Terra há aproximadamente 2,4 bilhões de anos, porém o que o novo estudo mostra é que cerca de 400 a 420 milhões de anos o oxigênio atingiu os seus níveis atuais (cerca de 21% na atmosfera terrestre), o que favoreceu o desenvolvimento de formas de vida mais complexas, como nós seres humanos.

Os pesquisadores, com a ajuda de um modelo computadorizado, concluíram que devido às primeiras plantas, especialmente os musgos, foram responsáveis por formar uma atmosfera constante e rica em oxigênio.

Há cerca de 470 milhões de anos, a biosfera original consistia basicamente de briófitas e liquens que viviam no supercontinente Pangeia no hemisfério sul. Estas plantas têm como uma de suas funções orgânicas absorver o carbono das rochas e do ar através da fotossíntese e liberar oxigênio.

Este processo aumentou significativamente o oxigênio na atmosfera possibilitando o surgimento de plantas maiores, como as samambaias, enquanto também ajudaram a desenvolver os animais que comiam as plantas.

A pesquisa concluiu seus estudos afirmando que sem a evolução dos musgos, nenhum de nós estaria aqui.

...
Postagem Anterior
Próxima Postagem
Postagens Relacionadas

0 comentários:

Ocioso